Cólicas no bebê

A principal forma do bebê demonstrar a cólica é por meio do choro. Mas como o choro faz parte do desenvolvimento neurológico e comportamental do lactente, ele pode ser ocasionado por outros fatores como frio, fome, fraldas que necessitem de trocas, e outros. Quando o choro não desaparece após as causas serem descartadas pode ser cólica.
 
Em geral, a cólica do lactente desaparece antes dos quatro meses de vida. Como também, não se conhece ao certo, as causas da cólica.
 
A Sociedade Brasileira de Pediatria faz as seguintes recomendações:
 
1)Pegar o bebê no colo (pode ser tentado o contato direto da barriga do bebê com a barriga da mãe);
2) Enrolar o bebê em uma manta ou cobertor;
3) Flexionar as coxas do bebê sobre a barriga;
4) Dar um banho morno ou aplicar compressas na barriga podem auxiliar na redução da cólica/choro no lactente;
5) Reduzir estímulos para o bebê (evitar locais com muito barulho ou excesso de pessoas);
6) Procurar um ambiente tranquilo, podendo ser usada música ambiente suave;
7) Tentar estabelecer uma rotina para banho, sono, passeio e outras atividades;
8) Não utilizar chás, trocar marcas de leite ou usar medicamentos sem a orientação do Pediatra;
9) Seguir sempre as recomendações do Pediatra, que realmente sabe o que é melhor para a saúde do seu bebê.
 
Mas atenção: nem todo choro inconsolável é cólica do latente! Se permanecer, deve-se consultar o pediatra.
 
Categorias: Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *