Gravidez na adolescência

Os adolescentes – indivíduos entre 10 e 20 anos incompletos – representam entre 20% e 30%
da população mundial.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a taxa mundial de gravidez adolescente é estimada em 46 nascimentos para cada 1 mil meninas de 15 a 19 anos. No Brasil, a taxa é de 68,4, segundo dados da ONU.

Diversos fatores concorrem para a gestação na adolescência. No entanto, a desinformação sobre sexualidade, sobre direitos sexuais e reprodutivos é o principal motivo. Questões emocionais, psicossociais e contextuais também contribuem, inclusive para a falta de acesso à proteção social e ao sistema de saúde, incluindo o uso inadequado de contraceptivos, como métodos de barreira e preservativos.

Sendo assim, é fundamental a educação abordando sexualidade e saúde reprodutiva, tanto no meio familiar quanto na escola, com abordagem científica, e nos programas de promoção à saúde.

A educação sexual integrada e compreensiva faz parte da promoção do bem-estar dos adolescentes e jovens, realçando o comportamento sexual responsável, o respeito pelo/a outro/a, a igualdade e equidade de gênero, assim como a proteção da gravidez inoportuna, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis/HIV, defesa contra violência sexual incestuosa e outras violências e abusos.

Quer ler mais sobre isso? Acesse a campanha de prevenção da gravidez na adolescência no site da Sociedade Brasileira de Pediatria:

https://www.sbp.com.br/campanhas/campanha/cid/campanha-prevencao-da-gravidez-na-adolescencia/

Categorias: Contracepção Prevenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *